15 de dez de 2014

Fraldas: Descartáveis ou de pano - Eis a questão!

Olá pessoal como estão?

Hoje eu vou falar de fraldas.Mais vejam só,eu não quero polemizar e nem ser julgada hein!!Aí vocês pensam:"Mais polemizar só porque vai falar de fraldas?"... Bom,vocês vão entender o porque!A muito,muito tempo mesmo,antes de pensar em uma possível gravidez,eu sempre quis usar fraldas de pano. Ok... A mais moderninhas com certeza irão achar que eu tô ficando maluca né!!!



Sei que para uma desejante em fase inicial como eu vive de expectativas,de sonhos,de planos,de imaginações e pensamentos do tipo:"Eu serei uma mãe diferente",Com meu filho eu vou fazer assim ou assado" até que chegue o bebê .Pode até acontecer que agente morda a língua e faça tudo diferente daquilo que idealizamos na fase de tentantes.
 Eu penso na possibilidade de usar fraldas de pano sim!Pelo menos em casa.Imagino que deva dá um trabalhão para lavar,passar e coisa e tal... Uma vez me disseram que fraldas de pano é mais confortável e não agride tanto a pele do bebê e dá menos assadura,e claro pela questão ecológica também.Eu usei fralda de pano até os meus dois anos e tô aqui firme e forte,então...
Pois então,eu até pensei que não existia mais fraldas de pano.Acreditem ou não,eu não vejo elas e nem conheço nenhum baby que use.Mais descobri que sim,elas ainda existem... (uhul... todas comemoram =D).Claro que os modelos são bem mais moderninhos e bem mais fofos!!!Na minha época era um pano branco e sem graça.Até tinha umas coloridas e estampadas mais eram bem mais caras.Ah e também tinha que usar alfinetes e calça plástica para evitar vazamentos(o que não ajudavam muito não).
Os modelos de hoje em dia são bem mais confortáveis e o bebê não corre o risco de ser espetado pelos alfinetes pois elas possuem botões ou velcro.Algumas possuem absorventes e um forro biodegradável para recolher o 'cocô'.
Claro que eu  não quero abrir mão de  ter a praticidade e eficiência que uma fralda descartável pode oferecer.Mais também a questão econômica grita um pouco(Sou uma pessoa muito econômica).Eu li em algum lugar(não lembro onde devido as infinidades de leituras relacionadas ao assunto que ando fazendo) que um bebê pode consumir até 4 mil reais só em fraldas descartáveis pelo menos até os dois anos primeiros de vida.Parece muita coisa né?e é!!!Vamos fazer as contas?Isso dá uma faixa de:

- Até 2 meses - 240 fraldas por mês - total: 480 fraldas tamanho P
- De 3 a 8 meses - 180 fraldas por mês - total: 1080 fraldas tamanho M
- De 9 a 18 meses - 150 fraldas por mês - total: 1500 fraldas tamanho G
- De 18 a 24 meses - 150 fraldas por mês - total: 1050 fraldas tamanho EG


Mais aí você deve estar se perguntando se é possível uma fralda de pano ser tão prática e eficiente quanto a descartável?E eu te respondo: Sim,é possível!Isso porque as fraldas de pano modernas,como são chamadas por aí mudaram radicalmente.E o pano?Ah... foi justamente o pano que mudou!O plástico foi substituído pelo PUL que é um tecido laminado para evitar vazamentos, mas que sobretudo torna as fraldas leves, mais fresquinhas e ventiladas, e muito mais confortáveis para os bebês.






Enfim... Por essas e outras mudanças que tornou as fraldas de pano tão práticas,não agride a saúde do bebê e são confortáveis quanto as descartáveis e ainda tem um x a mais: São sustentáveis e ajudam o meio ambiente já que elas vão direto pra máquina de lavar,e do varal para a gaveta.Só achei um ponto negativo:Eu só encontrei fraldas de pano na internet.Nas lojas físicas não.
Já os valores podem variar.Nas minhas pesquisas encontrei pacotes com 5 unidades por 10,00,16,00 ,17,00 até 25,00.Já as descartáveis variam entre 18,00 pacotes com 34 unidades até 172,00 com 50 unidades.Isso aqui na minha região viu.E também os valores mudam devido ás marcas e unidades né?
Daí você ainda deve estar se perguntando:"Ah sim,vai economizar no plástico mais vai gastar com água,sabão e energia elétrica né!!!".Sim,é verdade vai gastar.Mais penso que impacto no ambiente sempre vai ter,mais temos que pesar na balança qual irá causar menos.E como eu falei no inicio do post não tenho intenção nenhuma em polemizar o assunto mais sim apenas expondo a minha opinião.
Bom pessoal,é isso que eu acho.Claro que ainda não sou Expert no assunto e também tem a questão de lavagem e armazenamento das fraldas de pano que não deve ser feitos de qualquer maneira.Mas estou pensando seriamente em usá-las sim.Não vou falar que não usarei as descartáveis,talvez,quem sabe fazer uma espécie de revezamento.Tipo usar as de pano em casa e durante o dia e deixar as descartáveis para usar quando for sair e a noite.Ou talvez a minha ideia nem se torne realidade.Isso eu só vou poder saber quando eu for mamãe de verdade né!!

E aí,tem alguém que pensa em usar também?já usou ou nunca pensou no assunto?Me contem o que acham!


9 de dez de 2014

Sim, Estou Grávida!

Sumi né gente!!!! Pois o motivo do meu sumiço é que.....



KKKK Pegadinha do malandro, eu não estou grávida não!pelo menos não ainda!!!
Na verdade o título do post de hoje ia ser: Como anunciar a Gravidez! (tanto para o maridón quanto para familiares)Ultimamente ando com pensamentos meio fértil sabem?Como eu ia dar a notícia para o povão rsrs...E eu não estou grávida não kkkk , [Pegadinha do malandro]!
A verdade é que sou uma pessoa que gosta das coisas diferentes,divertidas e saem da mesmice de sempre,tipo chegar com o exame positivo e dizer:'Amor tô gravida' ou 'A cegonha nos fez uma visita' ou qualquer outra coisa do tipo!Eu planejo fazer algo diferente para anunciar minha gravidez.Eu ia dar a notícia para o meu maridón e familiares e amigos de uma maneira bem gostosa!
Fiz algumas pesquisas na net e encontrei bastante coisa legal para tornar este momento único e especial!Então se você é assim como eu e pensa em fazer diferente separei algumas para mostrar aqui:


1 - Prepare um jantar especial, à luz de velas e claro, regado com uma garrafa de champanhe sem álcool, aquele infantil sabe? E quando ele perguntar o porquê desta celebração e o porquê do champanhe para crianças, explique-lhe que a partir desse dia não poderá beber álcool porque …


2 - Emoldure o exame que confirma a gravidez e coloque-o na sua mesa de trabalho, na sala ou na mesa-de-cabeceira dele, e espere que ele alcance a boa notícia.


3 - Envie um telegrama para o trabalho dele com a frase ”Parabéns, você vai ser Pai!”.


4 - Partilhe o mundo do bebé com ele, prepare uma refeição súper “abebezada” com puré de legumes, papa de fruta para sobremesa e para ambos… um pequeno copo de leite. Quando ele estranhar a refeição, diga-lhe que deverá  se habituar rapidamente a estas coisas em casa, pois em brevemente farão parte do dia-a-dia.


5 - Mande imprimir uma t-shirt que anuncie a sua gravidez. Espere por ele em casa e abra-lhe a porta com a t-shirt vestida com alguma frase tipo : “Operação bebé bem-sucedida!”. Outra opção é oferecer-lhe uma t-shirt com alguma frase do tipo: “Obrigada por ser pai do meu filho”, “Super pai” ou “Agora sou Pai”


6 - Compre pequenos acessórios de bebé e coloque-os na almofada dele, para que ele os veja antes de ir dormir. Ele irá perceber!


7 - Se não for a primeira gravidez, dependendo da idade dos outros filhos, implique-os na função de contar as boas notícias ao pai. Se o seu filho já estiver na idade de falar ensine-o a dizer “Vou ter um bebê novo para cuidar”. Poderá também mandar fazer uma t-shirt e vesti-la ao seu/sua filho(a) a dizer “Pai, vou ser irmã(õ)!!!”. Esta é uma boa forma de colocar toda família pra participar da novidade.

8 – Compre uma caixa de presente bem linda e coloque varias coisa de bebê e entregue para o seu companheiro , esse é o mais comum,e o meu preferido!

9 - Uma ideia interessante é você pendurar a roupinha do bebê no guarda-roupa do seu marido. A emoção será sensacional... Junto com a roupinha do bebê, que você vai comprar, a primeira, claro - coloque o exame e um bilhetinho bem romântico falando da chegada do novo membro da família.


10 - Combine com o maître do restaurante de colocar uma lista de nomes de bebê no cardápio, pode ser alguns que vocês já tenham pensado algum dia. Outra ideia legal é pedir que ao invés da sobremesa, seja servido um prato com um par de sapatinhos de lã.


11 - No mercado ao final das compras coloque um pacote de fraldas no carrinho! Ele irá entender o recado!


12 - Essa aqui é mais arriscada rs. A esposa fala para o marido que está apaixonada por outra pessoa. Desnorteado, ele pergunta por quem. A esposa responde que ainda não a conhece, só daqui a nove meses. E passa a mão na barriguinha.


13 - Você pode preparar um jantar e dentro de uma caixinha de presente colocar um par de sapatinhos ou uma chupeta com um cartão escrito: PARABÉNS, PAPAI!


14 - Comprar um livro sobre como ser papai de primeira viagem ou de nomes de bebês e dar de presente a ele com o resultado do exame colado na contracapa


15 - Presentei o novo pai com um CD de músicas infantis e fale pra ele ir treinando.


16 - Envie um E-mail com o resultado do exame pro trabalho dele, pode ser acompanhado de alguma frase tipo: Você acaba de ser promovido ao cargo de pai.


17 - Entregue um cartão com a seguinte frase: Dentro de mim agora batem 2 corações por você! E entregue o resultado em seguida.


18 - Faça um caminho com passinhos de neném (pezinhos desenhados) da porta de entrada até o quarto... Quando ele chegar vai seguir os passinhos e você estará segurando o teste ou uma chupetinha...


19 - Coloque um papel de parede no computador dele e escreva: Papai, tô chegando!


20 - Saia pra jantar e junto ao pedido o garçom pode trazer algo de bebê e um cartão contando que ele vai ser papai!


21 - Faça uma cartinha do bebê para o papai, pode até colocar um desenhinho de criança...


22 - Faça um videozinho com fotos do casal e depois coloque alguns textos e desenhos de um bebê dizendo: olá família daqui a 9 meses estarei ai juntinho de vocês...


23 - Faça uma noite de filmes e alugue filmes sobre bebês: "Olha quem está falando", "Junior", etc. Escreva um bilhete, e coloque na caixa do DVD, peça que ele coloque e espere ele ler o bilhete.


24 - Compre uma camiseta escrita PAPAI nela, um chaveiro de nenêm, um livro, e outros objetos de bebê. Coloque em um embrulho para presente e dê para ele abrir. Esta é bem óbvia, então tudo o que precisa é esperar a alegria se espalhar pelo rosto dele.


25 - Escreva na barriga com caneta apagável "Bebê a bordo" e deixe que ele veja.

26 - Encomende um bolo com a frase "Parabéns pelo seu novo neném". Peça que seu parceiro pegue o bolo e traga ele para casa. Quando ele trouxer e perguntar para quem é, você pode dizer Parabéns, estamos grávidos!"


27 - Mande um cartão com as boas novas, nome, cópia do ultrasom, etc. Dependendo do quão avançada estiver, tire uma foto de vocês dois que pode ou não incluir a barriga a mostra.


28 - Faça um churrasco ou promova um encontro. Enquanto todos estiverem comendo, levante-se e proponha um brinde. diga "estamos muito gratos por todos terem vindo. Significa muito ter nossos amigos e família perto. Falando nisso, vamos ter um bebê. Alguém quer sobremesa?". Todos irão rir, e perguntar se você está falando sério, e celebrar!


29 - Durante uma reunião de família, reúna todos para uma foto de família. Ao invés de falar "digam xis", diga "Todo o mundo repita: fulana está grávida", e bata a foto. Eles vão repetir sem perceber, e se assustar. A foto deve ficar interessante também.


30 - Recrute as crianças. Junte sobrinhos, primos e seus pais. Jogue telefone sem fio, com poucas pessoas entre você e seus pais. Quando chegar na sua vez, troque para "fulana está grávida". Dependendo do número de pessoas, a mensagem vai se truncar, mas deve chegar algo até eles. Os novos avós e todos ficarão surpresos!


31 - Grave num DVD uma pequena historinha e chame a família para assistir um filme ai no final vai ter um bebezinho falando: família prepare um lugarzinho em seus corações que eu estou chegando!


32 - Dê um jantar para sua família e no meio proponha um brinde contando a novidade.

Ai gente  é tanta coisa legal que pode fazer que me empolguei e o post ficou grande né?!!!Mais os meus favoritos que eu penso em fazer são 5,8,9,11,12,18 para fazer pro maridão e 20,25,28,29 pra fazer com a família.

DICA - Independentemente da forma como decidir partilhar as boas-novas com o seu marido ou com a sua família, torne esse momento em algo especial, pois eles terão uma boa recordação desse dia, e mais tarde será algo de especial para partilhar com o filho(a) em questão. Por isso, também não se esqueça de documentar o momento.

E vocês meninas pensam em fazer algo assim também para dar as boas novas?E as que já são mamães fizeram algo parecido?Me contem!!!

Beijos e até a próxima!!!

PS: O real motivo do meu sumiço é que ando trabalhando bastante e tô meio sem ideia pra postar aqui!

20 de nov de 2014

Porque quero ser mãe???

Certo dia tomando o café da manhã com meu marido ele soltou uma pergunta:'Amor,porque você quer ser mãe?'.Apesar de termos conversado sobre isso durante toda a semana,fiquei um tanto quanto surpresa com essa pergunta.Era uma pergunta simples,e a resposta poderia ser mais simples ainda,mais acreditem ou não,eu não consegui responder.Tive uma dificuldade imensa em responder aquela pergunta que parecia tão simples.



Dentro da minha cabeça começou a se formar um emaranhado de respostas,mais nenhuma saia de maneira objetiva.Comecei a dizer a ele que gostava da ideia de ter uma pessoa pra me fazer companhia,ensinar,cuidar entre outras coisas.Percebi que por mais que tentava responder eu não conseguia achar as palavras certas.
Poderia dizer que é sublime a maternidade,que é divino ser mãe ou outra coisa automática,mais não saia nada disso.Simplesmente eu queria ser mãe.Não tinha um porque de querer.Apenas queria.Um belo dia acordei com essa vontade dentro de mim.E foi assim de repente,do nada e sem prévio aviso.Acordei e disse para meu marido que queria ter um filho no ano que vem.Aquela pergunta foi me deixando tão nervosa que enrolei,e soltei um porque sim!
Talvez essa minha vontade repentina causou uma certa estranheza no meu marido já que até então quem abordava os assuntos de maternidade,gravidez era ele e não eu.Ele sempre me perguntava quando iríamos ter um filho e eu sempre respondia que um dia.Não satisfeito ele perguntava que dia seria e eu respondia de maneira ríspida que um dia desses teríamos.Ele sempre insistia no assunto e eu dizia que não estávamos preparados para isso no momento e que ainda era cedo.
Eu não sei se isso acontece com todas,mais aconteceu comigo.Lembro-me que acordei com uma pergunta fixa na minha cabeça.Será que é a hora?Será o momento certo?E como eu sou uma pessoa extremamente obcecada em tentar encontrar resposta para todas as minhas dúvidas corri para internet e fiz pesquisas do tipo: "Qual o momento certo para ser mãe"... Tá... me chamem de maluca.Isso não é o tipo de coisa que se acha uma resposta pronta na internet como uma receita de bolo de chocolate.Mais eu fiz.
E acho que não deveria ter feito pois ao invés de encontrar a resposta que eu queria eu fiquei mais encucada ainda e cheia de dúvidas,mais até do que antes.E por dias alimentei essa coisa dentro de mim até conseguir esboçar essa vontade com meu marido.Tenho dificuldades em dividir com ele o que me aperta o coração.E aquilo estava por apertar o meu coração e chegava a me dar angústia.Como assim você vai dormir "normal" e acorda no dia seguinte querendo ser mãe?
Por mais que eu tente eu jamais vou conseguir explicar em palavras o porque quero ser mãe.Aliás me faço essa pergunta todos os dias depois que acordei desse jeito,querendo ser mãe.A realidade é que me calam as palavras. E essa pergunta paralisa a minha capacidade de raciocínio em todos os sentidos.Acredito que quando uma pessoa quer ser mãe ou pai (quando querem) seria óbvio que quer ter pelo amor, e não me refiro apenas ao amor pelo futuro filho, refiro-me também ao amor entre o casal. A relação chega a um ponto que "dar frutos" é a maior prova de todas.É um pouco como as árvores, elas crescem (como o amor de um casal cresce) e precisa de dar fruto para se sentir realizada  .Pelo menos essa é minha tese filosófica.



Mais para concluir este post quero ser mãe porque sei que isso irá me realizar.E pronto.Não consigo achar outra resposta.Só depois de ser mãe é que vou saber porque realmente quero ser.Quero ser mãe porque amo o meu marido,e quero ter algo só nosso,fruto do nosso amor, quero partilhar o crescimento do meu filho com quem mais amo,quero educa-lo,ensina-lo com quem mais amo.Quero formar uma família,quero ser avó,bisavó e se Deus assim permitir tataravó... Quero ser mãe porque sim e nada mais.

19 de nov de 2014

BC - Papeando com "Azamigas": Pensando em ter filhos

Olá pessoal!

Saiu mais uma BC então vamos lá!O assunto de hoje muito me interessa,hehe ;)

O tema sugerido foi:

" Você pensa em ter quantos filhos? Já tem nomes escolhidos e preferência de sexo?"

Ah gente... desde que fui picada pelo mosquitinho do desejo de ser mamãe, eu venho pensando muito sobre isso!



Sobre Quantidade:

Bom,isso é muito relativo.Pretendo ter um apenas,mais isso não é uma coisa definitiva.Meu marido também não pensa em ter um time de futebol também não rsrsrs. Cada casal pensa de uma forma diferente.Sempre achei que dois filhos é um número ideal.Tem pessoas que desejam ter muito mais que isso.No momento atual em que eu e meu esposo nos encontramos um já está bom.Mais no futuro quando o baby já estiver grandinho quem sabe podemos pensar em ter mais um né?Também acho que ser filho único deve ser um pouco chatinho.

Sobre a preferência do sexo:

Bom... Temos ai um impasse.Como nós estamos planejando nossa primeira gravidez,o primogênito é uma coisa meio dividido né.Eu quero muito ter uma menina e o maridón claro,torce para que seja um menino.Mais independente do sexo,ela ou ele será amado do mesmo jeito.Embora meu instinto me diga que será uma menina hahaha... Sei lá... Eu acho!

Sobre os nomes:

Sim sim sim!!! Já tenho o nome na ponta da língua!!!!Sofia é um dos meus preferidos.Também gosto de Helena e Valentina mais corre-se o risco de  99% de chance de ser Sofia.Acho esse nome tão lindo ♥
Agora se for menino ainda não tenho nada em mente.Sei lá,gosto de Guilherme,Gabriel,Matheus.Já sugeri vários nomes mais meu marido nunca gosta de nenhum que eu escolho.Segundo ele já tem o tal nome que escolhi na família dele.Mais isso não tem nada haver né!!!

Bom é isso meninas!Até a próxima!




13 de nov de 2014

Cartão de vacina em dia antes da gravidez

Continuando a falar sobre os cuidados que devemos ter antes de engravidar,hoje falarei um pouco sobre vacina.É importante que a mulher coloque em dia o seu cartão de vacina antes de pensar em engravidar.Para quem deseja planejar uma gravidez saudável e proteger seu futuro baby vale a pena tomar certos cuidados.
O mais interessante disso é que na maioria das vezes as mulheres não tem o conhecimento adequado de que existem maneiras seguras de se evitar complicações antes de uma gravidez.E toda mulher que se encontra em idade fértil deve estar devidamente vacinada.Isso ajuda a proteger seu futuro filho.A vacinação em dia ajuda a prevenir doenças,malformação ou até mesmo um aborto espontâneo.
O pior disso é que muitos profissionais ligado na área de gestação sequer passa essas informações para a mulher.São poucos os que pedem o histórico de vacinação de suas pacientes ou que orientam para que isso seja providenciado.Cuidados que parecem simples pode salvar uma futura vida.Recomenda-se que a mulher seja vacinada antes mesmo de engravidar,isso porque existem vacinas que não devem ser aplicadas em mulheres já grávidas.E depois de vacinada ela deve esperar pelo menos um mês para tentar engravidar.
Deixarei abaixo uma relação de vacinas que são importantes ser tomadas antes da gravidez.E se você ainda não tomou qualquer uma que seja vale a pena procurar um posto de saúde e solicitar informações para que seja tomada.
Saiba os riscos que a mulher poderá ter caso ela não seja vacinada contra determinadas doenças. Portanto, se cuide e de quebra você estará cuidando também do seu futuro filhote!!Fique esperta ;)



- Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) – A mulher grávida que adquirir rubéola poderá causar malformações no feto, como surdez, catarata, glaucoma, problemas cardíacos e neurológicos;

- Contra a varicela - Se o contágio for aos três primeiros meses de gestação, pode causar malformação do feto (abrangendo membros, órgãos e o cérebro) e até mesmo a morte dele. Caso a gestante contraia a varicela alguns dias antes do parto, o bebê tem grandes riscos de nascer com varicela neonatal;

- Gripe – O risco de a gestante evoluir para uma pneumonia em conseqüência de uma gripe é cinco vezes maior. As mulheres que não receberam a vacina antes da concepção poderão se vacinar a partir do segundo trimestre da gravidez no período de maior circulação do vírus (inverno);

- Tríplice bacteriana acelular para adultos – (dTap - difteria, tétano e acelular coqueluche) – Tanto mamães como todos que estão em volta do futuro bebê devem tomar a vacina para não transmitir para o pequeno. A coqueluche pode causar pneumonia, insuficiência respiratória aguda e convulsões levando à paradas respiratórias com risco de deixar sequelas mentais e motoras por falta de oxigenação do cérebro. Mulheres que receberam a dT há mais de dois anos podem tomar a dTap antes da gestação ou após o parto;

- Hepatite A – Deve ser solicitado os testes sorológicos para verificar se a mulher é ou não imune à hepatite A. As suscetíveis devem ser vacinadas antes da gestação;

- Hepatite B – A mulher portadora de hepatite B pode transmitir o vírus ao bebê durante o parto. Até 90% dos filhos das mães com hepatite B correm o risco de se tornarem portadores crônicos e ter sequelas como cirrose e câncer hepático;

- Pneumocócica 23 valente - É indicada apenas a mulheres que tenham doenças crônicas cardíacas, pulmonares, renais, diabetes, imunodeficiências e desprovidas de baço, pois estão mais propensas a doenças pneumocócicas invasivas;

- Meningócica – No Brasil, a vacina meningocócica conjugada contra meningococo C tem sido recomendada em diversas regiões e é indicada principalmente a grupos de risco (falta de baço, imunodeficientes) ou durante surtos e epidemias, para maiores de dois anos de idade.

É importante ressaltar que a imunidade pode baixar durante a gravidez devido ao desiquilíbrio hormonal,por isso os cuidados devem ser tomados antes da gestação.Estando com o calendário de vacinação em dia, mamãe está privada contra doenças que são prejudiciais a si e ao seu bebê, não expondo seu bebê ou futuro bebê ao risco de contrair alguma dessas doenças que podem ser fatais.

Portanto meninas vale dar uma conferida no cartão de vacinação viu ;)

Beijos


Créditos: Guia do bebê

7 de nov de 2014

O que já estou fazendo!

Oioi meninas!!

Como todas vocês já sabem,estamos pensando em tentar no ano que vem.Porém,já estou começando a fazer algumas coisinhas para não deixar tudo em cima da hora.E como essa pessoa que vos escreve sofre da síndrome da ansiedade já viu né!Passo todos os dias,pesquisando e lendo assuntos relacionados a gravidez,planejamento essas coisas pela internet a fora... Acho que toda a informação que eu puder obter será de grande ajuda.
Pois bem... Meu marido já me intimou e disse que do ano que vem não passa.Eu apesar do medo que me ronda também quero,só que eu quero da maneira certa - E existe uma maneira certa? - Mais enfim,vou contar para vocês o que eu já estou fazendo e o que decidimos por fazer nos próximos meses.
Como falei quero perder peso antes de engravidar.Não é muita coisa,tipo uns 4 ou 5 quilos.Somente o que eu engordei depois do casamento hahaha.Pois a novidade é que comecei essa semana a fazer exercícios físicos.Estou fazendo em casa mesmo tendo o maridón como personal particular,hehe... Ele já treina na academia a muitooooo tempo e está me ensinando uns exercícios que dão pra fazer em casa.Estou fazendo 3 vezes por semana e tô toda dolorida.São 30 minutos,mais são intensos,puxados e suados...E o maridão não dá descanso não gente.
Mês que vem vou agendar uma consulta na minha ginecologista para fazer o preventivo e já aproveito pra comunicá-la sobre meu desejo de engravidar ano que vem.Também vou começar a tomar ácido fólico,mais vou esperar passar na médica primeiro.Meu marido também vai tomar junto comigo,pois houvi dizer por aí que os homens também devem tomar a vitamina para fortalecerem os espermas.



------------------------ Por onde começar?


O momento certo

Eu pensei por diversas vezes qual seria o momento certo para se ter um filho.Será que tomamos a decisão certa ou é melhor esperar mais uns anos?Até que cheguei a conclusão de que não existe um momento certo para engravidar.Se pararmos muito pra pensar os anos passam e você adia essa decisão por mais e mais alguns anos por N motivos.Sempre acontece uma coisinha aqui ou ali que faz com que agente pense em esperar mais um pouquinho.Só que eu acho que minha hora chegou.Sinto dentro de mim uma vontade muito grande de engravidar. Talvez se eu eu adiar mais um pouco eu possa até desistir.
O que acho que é importante sim analisar situações e tomar decisões certas.Tipo entrar em comum acordo.Não adianta nada só uma parte querer e no meu caso nós dois queremos.


Vida financeira

É certo que um bebê trás gastos tremendo,e esses gastos não são somente quando eles nascem...Nós já sabemos disso e por isso já estamos planejando mudanças na nossa vida com relação aos gastos.Graças a Deus temos uma vida financeira razoável.Não estamos nadando na grana e nem somos ricos mais também não temos com que nos queixar.Sabemos administrar nossos gastos muito bem.Os primeiros anos de  casados é uma loucura que só vendo.Como agente praticamente começa do zero,as contas no fim do mês são altas.Fizemos um empréstimo para comprar nossos móveis (o que está pesando um pouco) mais graças ao bom Deus terminaremos de pagá-lo agora em dezembro assim como as contas no cartão de crédito também.Começaremos 2015 sem contas pendentes e estamos nos programando já, reservando um pezinho de meia para futuramente fazermos o enxoval e evitando fazer compras com cartão de crédito.


Trabalho

Nesse item estamos um pouco apertados.Eu trabalho como cerimonialista de casamento mais sabem como é né... Começando carreira,nada cai do céu.Tenho eventos agendados para o ano que vem e com fé que apareceram mais ainda.Meu marido está desempregado no momento.A expectativa dele é que apareça uma vaga boa na área dele agora em janeiro.Essa semana ele já fez duas entrevistas e agora é torcer.


Planejamento do espaço físico

A frase: 'Precisamos de mais espaço' é a que nós estamos mais falando.No nosso caso precisamos mesmo de mais espaço.Quando nos casamos não deu para construir aquela casa dos sonhos sabe?O que temos é uma cozinha espaçosa diga-se de passagem(talvez o maior cômodo da casa hehe) um mini corredor,um banheiro e um quarto.A ideia é aumentar a casa.Iremos construir um segundo andar.Aí sim vai ter espaço para fazermos 2 quartos e onde é o nosso quarto agora passará a ser a sala que não temos.Tomara que dê pra executar essa parte antes de engravidar porque imaginem só: se reforma já dá uma dor de cabeça o que dirá de mexer com reforma grávida!!


Plano de saúde ou SUS

Antes do meu marido sair da empresa que ele estava,nós tínhamos plano de saúde.Agora não mais.Vamos esperar pra ver se no novo ele terá.Com certeza terá pois a maioria das empresas oferecem plano de saúde aos funcionários.Aqui onde moramos não tem muita dor de cabeça com SUS não.Minha ginecologista por exemplo é pelo SUS  e eu nunca tive problemas com relação a isso.Pagar um plano agora está fora do nosso alcance no momento.Se tivermos que pagar, isso vamos decidir ano que vem.O que sei é que alguns planos tem uma carência obrigatória para atender gestantes e partos que é de dez meses no mínimo.Fora que há casos em que você tem que pagar o médico por fora para fazer o parto.Teve uma colega minha que pagou o plano a gravidez toda.Quando chegou uns meses antes de ter o bebê ela foi avisada pela médica que a acompanhou na gestação toda de que se ela quisesse ter o parto com essa médica,ela teria que pagar nada mais e nada menos do que dois mil a parte pra ela fazer o parto ou ela teria que escolher em fazer com o plantonista que estivesse no hospital no dia.Ela optou por não pagar essa quantia a parte,até porque ela não tinha como pagar.Para ela não compensou nada pagar o plano na gravidez todinha para o parto dela ser feito pelo SUS né?


Conhecendo minhas chances

Embora meu desejo seja de engravidar no mês de maio eu tenho plena consciência de que poderá falhar e eu posso não engravidar nas primeiras tentativas.Lendo sobre esse assunto descobri que a mulher só tem uma chance de 20% cada vez que ovula: uma janela de três dias a cada ciclo de fertilidade. O sexo deve ser feito nesse período (e não só nele, claro) e o espermatozoide tem que nadar um longo caminho para chegar no objetivo.

Ácido Fólico

Já comentei lá no início que vou começar a tomar depois que visitar a ginecologista.Mais claro que andei pesquisando sobre ele e sei que quando tomado antes e durante as primeiras semanas de gestação, diminui significativamente o risco de defeitos no tubo neural do bebê e também é essencial para a formação dos leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea. O medicamento é vendido sem receita médica e distribuído de graça nos postos de saúde. Nos alimentos, também pode se encontrar o ácido fólico no espinafre, brócolis, tomate, feijão preto, suco de laranja e outros. Ou seja, terei que mudar meus hábitos alimentares também.Lembrando que somente consumindo os alimentos você não consegue ingerir a quantidade necessária, caso esteja se preparando para engravidar.


Fazer um check-up

É importante que a mulher faça uma visitinha ao médico antes mesmo de engravidar para discutirem algumas coisas importantes como hábitos alimentares, histórico médico familiar e ver o que precisa ser acompanhado.Já sei que terei que fazer uma série de exames e na maioria serão de sangue(odeio ter que fazer exame de sangue).


O sexo

A maioria dos profissionais de saúde recomendam que você fique desencanada e não se preocupe muito com timing perfeito nos três primeiros meses de tentativas. Como nós já sabemos, a ansiedade é a inimiga da gestação.Mas,como eu sou brasileira e não desisto nunca kkkk e quero aumentar minhas chances, encontrei umas diquinhas básicas que vou compartilhar com quem assim como eu deseja dar uma ajudinha extra pra sorte ;) aqui vão alguns truques (mesmo que alguns não tenham eficácia comprovada):

- O sexo praticado durante os três dias que antecedem a ovulação aumenta as chances de concepção. Existem vários sites que disponibilizam uma calculadora de fertilidade, como esse aqui. Então se você estiver nesse período glorioso, mande bala.


- Faça uma pausa de dois dias pelo menos entre uma relação e outra. O sexo praticado todos os dias diminui o volume de esperma.

- Incline sua pélvis após o sexo ou erga as pernas para cima, a fim de ajudar o espermatozoide a nadar até o seu colo do útero.(pausa para abrir um parêntese: Eu não sabia disso e ficava pensando no porque tinham umas imagens de mulheres nessa posição hahahaha).

- A pulsação que ocorre após um orgasmo também pode ajudar o espermatozoide a alcançar o seu destino. (como isso é feito, é claro, é entre você e seu parceiro.)

- Esqueça os lubrificantes artificiais. A maioria deles (incluindo a saliva) agem como barreiras para os espermatozoides. Se você precisar de uma ajudinha extra, abuse das preliminares e claro, conheça o que funciona para o seu corpo. E homens, lembrem-se: mulheres precisam aquecer os motores, não dá pra chegar já dando a partida.


Bom,é isso gente.No momento ainda sou desejante e por isso não tenho muito o que falar.Ainda são apenas planos. Com o passar do tempo e a medida que as coisas forem acontecendo eu conto para vocês.

Bom final de semana para todas!
Beijos

5 de nov de 2014

BC - Papeando com "Azamigas" - Ansiedade

Olá meninas!

Quero agradecer pela força que me deram com o meu probleminha que contei no post passado!Estou tentando manter a calma e não deixando com que isso nos atrapalhem.

Bom,hoje é minha estreia no BC.Então vamos lá... O assunto foi proposto pela Ni Rocha.

Tema: Como futuro papai lhe da/deu com a ansiedade? Já que os homens podem vir a se sentir um pouco mais pressionado.A ansiedade atrapalha/atrapalhou a vida sexual do casal? Quem é mais ansioso você ou ele? Como controlar a ansiedade dos futuros papai e mamãe?

Essa coisa de ansiedade é mais comigo.Meu maridón é calmo,tranquila,sussa.Ele ainda não deu sinais de ansiedade,embora ele queira muito ter um filho.E pra falar a verdade,por ele já teríamos a muito tempo.Tem horas que eu tenho que controlar ele sobre esse desejo,mais não chega a ser ansiedade.Ele domina muito bem a situação.Agora, eu sou a dona ansiedade em pessoa.E tem horas que eu não consigo controlar.Sofro muito por antecipação.As coisas nem aconteceram ainda e eu já fico uma pilha.


Embora eu é que esteja na pilha,não chegou a atrapalhar nossa vida sexual não. Talvez seja porque nós ainda não começamos a tentar de fato.Meu marido acha que quando começarmos na encomenda do baby será de primeira.Mais já tratei de esclarecer as coisas para que ele não se iluda que quando tentarmos será de primeira né.


É isso meninas.Espero que tenha respondido direitinho a BC.Ah, e como faz para propor os temas meninas?

Beijos e até a próxima!

3 de nov de 2014

Minha futura gravidez X Família do meu marido | Como será?

Olá meninas!

O assunto que vou falar hoje é um pouco delicado por demais.Falar de família não é fácil,ainda mais da família do seu marido.Meu 'problema' com a família do meu marido já virou novela mexicana.Já comentei no meu antigo blog como toda essa história começou,mais como sei que algumas de vocês não me acompanhavam por lá vou contar essa novela desde o início.Gostaria que me aconselhassem,sei lá.Cheguei em uma fase que já não sei o que falar ou fazer.E como os nossos planos é de engravidar no ano que vem,tenho medo que essa futura gravidez coloque essa situação ainda mais tensa.
Então vamos começar desde o início.Para quem não acompanhou a minha saga de noiva no meu antigo blog, vou explicar a minha tensa relação com a mãe do meu marido e com toda a família dele.Se preparem porque a história é longa então senta que lá vem história!E a minha é digna de um casos de família,hehe



Quando comecei a namorar meu marido,isso em 2010 fui apresentada para a família dele.Meu nervosismo era nítido já que era a primeira vez que iria conhecer a sogra.Fui super,hiper,mega bem recebida.Não só pela mãe dele,mais como todos os membros.Me senti uma diva.Meu marido tem dois irmãos,entre eles o gêmeo dele.O mais novo tem problemas de saúde.Tem 22 anos mais devido a esses problemas sua mente é de um menino de 10 anos, mais é super simpático e carinhoso com as pessoas.Sempre gosta de uma boa conversa e é muito curioso também.Já o gêmeo do meu marido é totalmente diferente dele.Não só fisicamente,pois eles não são gêmeos idênticos.Mais também em seus temperamentos.Meu marido é paciente,aberto ao diálogo,calmo e relax já ele é explosivo,temperamental e gosta de viver de aparências.Dá mais valor a pessoas de fora do que para a própria família e isso sempre me incomodou,só que nunca falei nada e comigo ele sempre foi educado e me tratava super bem.
O pai do meu marido é do tipo fechadão,evangélico das antigas, acha que tudo e todos estão errado se não seguem a mesma doutrina que ele.Nesse caso não vou entrar muito em detalhe.Certo dia quando ainda éramos namorados,estávamos eu e meu marido no quarto dele de porta aberta assistindo televisão e conversando na maior inocência.O pai dele chega da igreja nos vê lá e já começa a falar um monte pra gente.Me chamou de todos os nomes possíveis de baixo escalão que eu nunca pensei que uma pessoa que segue uma religião pudesse falar.Meu marido claro revidou em minha defesa.Estava chovendo nesse dia e eu para não botar mais lenha na fogueira sai correndo de lá aos prantos.Eu chorava mais do chovia em mim.Depois desse dia jurei pra mim mesma que nunca mais pisava naquela casa.Meu marido contou o que houve para a mãe dele e ela me defendeu e brigou com o seu marido por minha causa.Resolvida essa questão,botamos uma pedra nesse assunto.E a pedido de minha sogra,voltei a fazer visitas a eles,só que nunca ia em horários que o marido dela estava em casa,e quando ele chegava eu ia embora.Tomei um ódio desse cara que nunca mais olhei na cara dele.
Passou um ano de namoro,um ano e seis meses,dois anos e tudo correndo a mil maravilhas.Sempre fui recebida com carinho por lá(exceto pelo certinho da família - é assim que chamo o pai do meu marido).Até que começamos a falar de casamento e decidimos oficializar um noivado.A princípio minha sogra deu pulos de alegria e já começou a dar ideias para o jantar de noivado que iríamos fazer.Só que não estávamos de acordo com o que ela queria e então resolvemos fazer as coisas do nosso jeito.Pronto... foi o que faltava para ela me ver com maus olhos.Tanto que me declarou guerra.Passei a ser a sua principal inimiga.
Ela brigava com meu marido  e fazia chantagens do tipo "se você se casar com aquela mulher pode esquecer que eu existo".Uma semana que faltava para nosso noivado,eu e meu marido brigamos feio por conta dela.Decidi conversar com ela para resolvemos essa questão já que eu não tinha feito nada para ela.Liguei lá na casa deles e meu marido atendeu.Pedi pra ele chamar ela no telefone e tudo o que houvi foi que ela disse que não tinha nada pra conversar comigo e que não iria no almoço de noivado.Fiquei arrasada por ela ter me tratado daquela forma,mais eu via que meu marido sofria com tudo isso.Ele ficava do meu lado,me protegia e sempre dizia que não ia deixar ninguém atrapalhar nossa relação.Só que esse alguém era a própria mãe dele,e isso doía muito.Noivamos... Foi tudo lindo e do jeito que planejamos só que a mãe dele não foi.Todo mundo nos perguntava e já não sabíamos o que falar para os convidados sobre a ausência da mãe do noivo.
Depois disso,as coisas entre a família dele e eu nunca mais foi a mesma.Começaram a fazer muitas coisas ruins pra mim, me maltratavam demais.Meu marido também sentiu as consequências.Um ano depois marcamos a data do casamento.E o inferno só piorou.A mãe dele botava defeito em tudo.Minha mãe me deu de presente um lote do lado da casa dela.Quando minha sogra soube...gente pra quê?ela falou que não era pra ele construir nada no meu lote,que depois que a casa estivesse pronta eu ia querer tomar dele e mais um monte de coisa.Me senti ofendida sabe.Quem ela pensa que eu sou?uma interesseira?Pois bem,construímos e ela sempre batia o pé e torcia o nariz quando o assunto era nosso casamento.Ela dizia que não ia colocar os pés na igreja.Isso tudo destruía meu marido por dentro.Ele não falava nada,ou quando falava era algo do tipo 'deixa ela que ela vai mudar de ideia.'
Até que chegou nosso grande dia.Na véspera ele me ligou todo feliz dizendo que a mãe dele resolveu ir ao casamento.Fiquei feliz por ele,mais com medo dela querer arrumar confusão.E então foi a primeira vez que eu vi ela depois de quase 2 anos de conflitos.Ela evitava ao máximo olhar para mim.Na festa fechou a cara para meus convidados e colocava defeito em tudo.Evitava tirar fotos comigo,mais quando era realmente preciso,sabe aquelas fotos com a família?pois é,ela ficava em uma ponta e eu na outra.O pai dele não foi e pra ser sincera pra mim foi um alívio.Mais também não deixei que isso ofuscasse o dia do nosso casamento.Lutamos tanto para que tudo saísse perfeito.
Nossa relação hoje em dia não é de guerra.Mais também não é mil maravilhas.Ela parou de encher o saco o tempo todo.As vezes fica mais de um mês sem ligar pra ele.Mais também quando liga é pra provocar.Ontem mesmo ela ligou porque meu marido pegou um pen drive com o irmão dele emprestado porque precisava salvar umas fotos e como ele não estava em casa e precisava com certa urgência ele pegou com o irmão dele emprestado.Só que esse tal pen drive não abriu no PC daqui de casa.Deu que ele tava infectado com vírus.Aí ele deixou pra lá.Devolveu o bendito pen drive e disse que ele não tinha aberto nada no PC.A mulher liga dez vezes,isso mesmo você não leu errado,ela ligou dez vezes em menos de 15 minutos para falar que meu marido apagou todas as fotos dela que tinha lá no pen drive,que era pra ele ir lá salvar as fotos do Notebook do irmão dele no bendito pen drive de novo.Gritava,xingava tanto, que dava pra ouvir tudo a metros de distância do telefone.Ela acabou com nosso final de semana por causa de um maldito pen drive.
É triste mais infelizmente a família do meu marido é do tipo interesseira.Só trata ele bem quando precisa de alguma coisa $$$.Ele vai lá visita,almoça com ela e teve dias que ele até dormiu lá.Não proíbo,ele é filho e tem que dar atenção pra mãe dele.Mais ela não reconhece isso e maltrata tanto ele que dá até dó de ver.Por esse motivo ele decidiu se afastar um pouco deles.No início do mês passado os pais dele comemoraram bodas de prata.Eles fizeram um almoço para família e amigos acompanhada de uma cerimônia simbólica.Meu marido foi sozinho,apesar de não querer ir,mais foi, pois eu não fui convidada e a ordem foi clara para que eu não fosse.Eu nunca forcei nada e nem tentei conquistá-la e nem meu marido tentou isso.Visitas da família dele não temos.O irmão dele veio aqui em casa umas 2 vezes,(em um ano de casados)
Sofro muito, acho um absurdo viver nestas condições de graça, sem motivos concretos, me impressiona a maldade da família em praticar atitudes que causarão efeitos devastadores na vida de outras pessoas, aliás uma destas pessoas é o seu próprio filho!!!depois de casados cansei de me preocupar com quem nunca me respeitou.Sempre levo uma alfinetada, um olhar torto, sou metralhada.Sempre é muito desconfortável, tanto para mim quanto para o meu marido.
E com todo esse estresse eu fico pensando como será depois que eu engravidar.É essa a família que meu filho vai ter?E se ele for rejeitado como eu fui?Isso me assusta.Mesmo depois de muitas conversas entre meu marido e eles (seus pais), essa novela toda nunca teve um ponto final,e acho que está bem longe do fim. Aliás, essas situações de manipulações/criar situações já existiam na vida do meu marido antes mesmo de nos conhecermos, e isso ele sempre me falou.O conceito da família dele pra mim caiu e não vai levantar mais.Não existe boa convivência e nem sei se um dia terá.
Minha família conhece toda esta situação e acolheu meu marido, o ama, torce e vibra a cada conquista, nos segura em cada desafio, afaga em cada dor e se fez nossa base.Para meus pais meu marido é quase um filho.Hoje, meus sogros continuam no universo paralelo em que vivem, fingindo que está tudo certo, e como dizem: fazendo a política da boa vizinhança, esse ambiente é o habitat natural da minha sogra, sempre manipulando, distorcendo, moldando tudo de acordo com seus interesses. Não tenho nenhum tipo de relação com meu cunhado além de oi e tchau, meu marido sempre teve uma relação de proximidade com ele,afinal são gêmeos né!Já ele nunca teve essa mesma afinidade com o próprio irmão,e eu não sei se é por minha causa.Meu marido diz que não,que ele sempre foi assim.E hoje é cada um em seu canto e meu marido evita e prefere não “fazer parte”de toda encenação da família.
A maioria pode dizer para deixarmos pra lá, vivermos nossa vida e fim. E é isso que fazemos!Mais basta um simples contato,por telefone que seja,para ser suficiente para nos machucar e causar desconforto.Não dá para simplesmente eliminá-los completamente de nossas vidas,já que apesar dos pesares é família dele e isso não vai mudar.Venho de uma família grande, tradicional, onde tudo que se refere a família são levadas a risca, penso nas dificuldades quando tivermos um filho, tive uma educação primorosa e jamais pensei em me relacionar ou casar com alguém e prejudicar a vida de sua família. O que direi para meu filho quando ele entender a situação e me perguntar porque a avó dele trata a mãe dele daquele forma!
Já tentei uma aproximação passiva,já tentei conversar numa boa,já baixei minha guarda,já pedi desculpas pelo o que nem sei,mais sempre fui recebida com quatro pedras na mão.Não existe nenhuma possibilidade de uma reconciliação.Não da minha parte,pois já tentei,e sinceramente me vejo de mãos atadas.Mais a verdade é que tenho medo das coisas piorarem depois da minha gravidez!



Desculpem pelo texto gigante mais é uma forma de por pra fora aquilo que vem me apertando aqui dentro por anos.Prometo que meu próximo post será mais light.

Beijos!

29 de out de 2014

A idade da mulher e suas chances de engravidar

Oi meninas tudo bem?Espero que sim!

Mais uma vez quero agradecer pelos ótimos conselhos que vocês estão me dando!É ótimo poder aprender um pouco com quem entende mais do assunto e também saber que não sou a única no vácuo também né?rsrs.
Bom,o assunto de hoje é sobre a idade da mulher e suas chances de engravidar.Desde quando eu comecei a pensar em ter filhos,essa questão da idade vem me preocupando.Sei perfeitamente como a idade pode afetar na fertilidade.É duro,é cruel,mais temos que aceitar isso.Os homens também sofrem com infertilidade com a idade,embora as chances deles são bem maiores que as nossas.
O motivo da minha preocupação é que tenho 28 anos e me disseram que a idade de maior fertilidade é entre os 20 aos 24 anos,E com o passar do tempo, as chances de engravidar caem drasticamente, e a probabilidade de enfrentar problemas de fertilidade aumenta de forma significativa,principalmente depois dos 30 anos.E ao que tudo indica minhas chances são de 65%.Tenho um caso de infertilidade na minha família,o que me preocupa ainda mais.A irmã mais nova da minha mãe não pode ter filhos.
Enfim... pesquisando um pouco sobre o assunto encontrei uma matéria que achei interessante compartilhar com vocês que assim como se preocupam com a idade para engravidar.



.................. Atenção!!!O post a seguir foi retirado do blog Mãe a Flor da pele e reproduzido na integra abaixo.Todos os créditos são reservados ao mesmo.............................................................................


Com o passar dos anos, os níveis de fertilidade de uma mulher vão caindo. Por volta dos 35 anos, às chances de engravidar mais rapidamente caem, bem como aumentam as taxas de perdas ovulares.
O fato da questão é que idade e fertilidade estão diretamente relacionadas. Não há outra maneira de esclarecer essa questão, e nenhum outro fator afeta a fertilidade, tanto quanto a idade.
Como já dissemos antes, cada mulher nasce com um determinado número de óvulos, e à medida que envelhecem, o número de óvulos restantes diminui. Isso torna cada vez mais difícil engravidar. No momento em que uma mulher chega a 30 anos de idade, cerca de 90% de seus óvulos já foram eliminados, e a partir dos 35 anos, os óvulos que restam já não tem mais tanta qualidade quanto os que foram liberados nos primeiros anos de vida fértil. É a partir de então, que a fertilidade da mulher começa a diminuir.


Engravidar com mais de 20

É o momento mais propício. Nesse ponto os hormônios já são liberados ordenadamente, o corpo já se ajustou para receber uma nova vida e os ciclos já se apresentam mais regulares.
É dos 20 aos 30 anos que os melhores óvulos são liberados pelo ovário. A natureza do nosso corpo entende que é o momento ideal para liberar óvulos saudáveis, por isso as chances de aborto ou mesmo de alterações cromossômicas são bem menores.
É dos 20 aos 30 anos que uma gravidez tem a possibilidade de acontecer mais rapidamente.


Engravidar com mais de 35

Não é possível afirmar que mulheres com mais de 35 ou mesmo com seus 40 anos, é incapaz de conceber, mas é fato que pode ser tornar um pouco mais difícil, ou demorar um pouco mais. Isso não significa que essas mulheres tenham que ter seus filhos em seus vinte anos, só que devem estar cientes das dificuldades de fertilidade e dos problemas que podem chegar quando decidem engravidar mais tarde.
A maioria dos médicos concorda que 35 anos é um verdadeiro ponto chave quando se trata da fertilidade feminina. É a partir dos 35 anos que as chances de aborto começam a subir.
Há também um grande aumento na chance de ter um bebê com alterações cromossômicas e problemas como a síndrome de Down . Mulheres com mais de 35 também são muito mais propensas a ter uma gravidez ectópica do que as mulheres mais jovens.
Por outro lado, não existe motivo para desespero e grandes preocupações, há que se falar das dificuldades sim, elas não podem estar ocultas, porém temos hoje muitos recursos que favorecem não só a qualidade dos óvulos, como a saúde de um modo geral. Não hesite em recorrer a qualquer recurso disponível, que garantam suas chances de ser mãe.
O mundo moderno traz consigo muitas dificuldades para nosso corpo, mas traz também boas soluções. Evolução é isso, é melhorar o que pode ser melhorado, e consertar algo que por ventura tenha “quebrado” em consequência do avanço ou das modificações que foram necessárias para que pudéssemos seguir.


Qual é a porcentagem de chances de engravidar para cada faixa etária?

Quais são as chances reais, você deve estar se perguntando. Bem, os médicos dizem que Até os 30 anos, um casal saudável tem cerca de 26% de chance de engravidar a cada ciclo, esse número cai para 15% após os 30.
Dos 20 aos 26 anos existem 75% de chances de gravidez por ano, dos 26 aos 30 algo em torno de 65%, dos 31 aos 35, 50% de chances 36 a 40 apenas 12% e aos 45 anos as chances podem girar entre 8 e 1%.


Quando consultar um médico
O melhor conselho para as mulheres que estão tentando engravidar com mais experiência de vida, é sempre consultar um médico, principalmente se já estiver tentando a mais de 6 meses. Existem além de medicamentos, vitaminas e ervas, novas tecnologias disponíveis para fazer do seu desejo uma doce realidade. Após os 35 anos, não espere um ano para procurar ajuda médica. Embora cada mulher tenha necessidades diferentes com base em uma tonelada de diferentes fatores, é importante buscar ajuda no momento certo.


Pé no chão e esperança no coração!


.......................................................................................................................................................

Então é isso meninas.Alguém mais se preocupa com essa questão de idade para engravidar ou não?



Beijos no ♥

27 de out de 2014

A difícil vida de desejante

Aí gente tem horas que eu me sinto tão perdida!!A impressão que tenho é que comecei esse blog sem saber direito no que estou fazendo.Mentira,eu sei!Mais a verdade é que tem horas que me perco profundamente nesse mix de sentimento que ando tendo.


Comecei esse blog para falar um pouco sobre a minha vontade de ser mãe.Sou desejante a quase dois meses e pelos meus planos serei até maio de 2015.Só aí então serei tentante.É que eu e o marido decidimos que seria melhor começar a encomendar o baby pra cegonha no ano que vem por alguns motivos.Um deles  é que meu marido saiu do emprego dele a alguns meses e queremos que ele se firme bem no próximo que ele encontrar.Também iremos aumentar a casa para poder receber uma criança que precisa de espaço.E o outro motivo é que estamos planejando que o bebê nasça no mês (se possível no mesmo dia) que meu marido - 20/02/2016.Eu sei que esse plano pode falhar,mais...
Acho que tenho um perfil diferente de futura mãe.Não me perguntem o porque,só acho.Uma vez me falaram que quando o instinto materno se aflora não tem jeito de segurar.Acho que é o que está acontecendo comigo no momento.Sinto que esse tal instinto materno está começando a dar sinais de que quer sair... E tá saindo!Dia após dia ele cresce ainda mais.Tem horas que me sinto meio incomodada com essa situação toda porque eu já não consigo pensar em mais nada.Todas as vezes em que eu pensava em qual mês seria, ou não, para um possível começo de me tornar tentante, eu estava pensando somente na minha vida.É meio que egoísta eu sei.Penso em qual mês eu teria menos dívidas, qual mês eu teria mais chances do bebê nascer na data tal, depois de qual mês eu já teria feito isso ou aquilo. Eu, eu, eu. E o bebê? Eu pensei nele em algum momento?
Falei que decidimos por tentar em maio de 2015 mais ando pensando(eu sei,eu estou pensando demais né?) se é o momento certo ou se é só mera ansiedade.E se fosse pra ser só em setembro? Sei que o positivo não é 100% garantido de primeira.Sei também que eu não tenho o controle de nada.Mais e se ao invés de ser em maio o bebê quiser chegar só daqui dois anos? E se ele quiser chegar exatamente agora??
Eu percebo que algo mudou dentro de mim.Já me imagino grávida e com o nenenzinho nos braços.A maternidade está presente nos meus planos desde sempre, eu acho.E revirando o passado lembro que sempre afirmei que seria mãe aos vinte anos.Quando criança sempre brinquei de boneca.Pra falar a verdade brinquei até os meus 15 anos.Minha brincadeira predileta?ser mãe.Ninava uma boneca que nem um bebê de verdade.Dava banho,comida e levava para passear.Eu conversava tanto com as bonecas, que minha mãe dizia que esperava o dia em que elas fossem me responder, rs.
Não sei explicar quando esse sentimento materno surgiu. Sei que é uma vontade muito forte, que só fez crescer depois que me casei – e para minha felicidade, o pai em questão é super a favor do assunto -.É uma vontade tão real que é quase palpável.
Bom,eu e o marido estamos conversando muito a respeito.Sobre um monte de coisa em relação ao nosso futuro,mais claro que o assunto mais falado é do futuro baby.E sabe o que é mais engraçado nisso tudo?É que antes eu não me sentia muito bem em falar sobre meu lado materno,com ninguém,mais ninguém mesmo.E agora o assunto vem se tornando tão natural e real pra mim.E assim chegamos a decisão de um mês ideal para isso. E não que eu me sinta obrigada a decidir e bater o martelo de forma definitiva, tudo pode mudar a qualquer momento, eu sou mestra em mudar os planos.
Parece que o mundo conspira a favor de uma gravidez minha.Eu já cheguei a comentar isso aqui,mais definitivamente o mundo está 'grávido'.Como eu cheguei a essa conclusão?Bom... Daí você sai e pra onde quer que você vá,avista uma grávida,ou uma mulher com recém nascido nos braços.No supermercado,na padaria,na farmácia,no ponto de ônibus e até indo votar.... hahaha.Você finalmente chega em casa,liga a TV para se distrair e nos jornais as notícias são: "mulher engravida de quatruplos".'Artista tal espera o seu segundo filho","Artista Y planeja gravidez em 2015".Como se não parasse por aí você tenta dormir um pouco e seus pensamentos decidi te agoniar só um pouquinho mais e você revira pela cama pensando no bebê que nem existe ainda.A pressão da família também aumentou nos últimos meses.Na verdade depois que me casei essa cobrança já existia.Sabe como é né,é aquela velha história:"Quando você está namorando,te perguntam quando vão casar.Aí quando você se casa,te perguntam quando irão ter os filhos."Notei também uma leve vontade que minha mãe teve em ser avó.Não sei se estou ficando louca,mais tive essa impressão.
Bom... esse assunto de pressão familiar eu deixo para outro dia porque já falei demais para o meu tamanho.


Beijos e até!

22 de out de 2014

Um sentimento estranho!

Olá!!

Bom meninas,quero dar boas vindas as novas seguidoras do blog ;)Sejam bem vindas e que esse espaço seja uma troca de experiência umas com as outras.A cada dia que passa eu aprendo mais com vocês.Como esse mundo é novo ainda pra mim eu meio que me confundo com alguns termos usados,rsrs.Eu achava que pelo simples fato de já estar pensando em ter filhos me fazia ser uma tentante #sqn kkkk. Aprendi um novo termo!!!A Thalita Loraynny  me explicou que sou desejante e não tentante hehe... Ainda vou aprender tudinho ;)

Enfim... Vamos ao post de hoje...

Já faz um tempinho que estou com os pensamentos fervilhando aqui.Já fazem uns dias que eu sinto em meu íntimo que passei do estágio mulher sem filho para treinante ops desejante.E é um sentimento meio estranho,chega a ser até confuso e dar um nó na cabeça.As vezes acho que vou enlouquecer.E desde então vivo uma mistura louca de sentimentos entre eles o medo.


Eu sempre quis ser mãe,mais eu nunca sabia quando eu ia tomar essa decisão.Mais sabia que quando eu tomasse seria algo muito intenso ao ponto de não pensar em mais nada a não ser em ser mãe!!!Eu sou do tipo de pessoa muito, mais muito ansiosa.Quero tudo pra ontem.E ao mesmo tempo que eu quero muito eu tenho medo do que possa acontecer.São sentimentos que as vezes eu até tenho vergonha de dizer pois sei que de alguma forma poderão pensar que estou sendo egoísta,e expor isso na internet não é algo tão simples assim.
Eu tenho medo de engordar e ficar parecendo uma bola. Eu tenho medo de ficar velha. De deformar o corpo, de não estar preparada, de não sair como eu e meu marido planejamos, de não ter mais tempo pra cuidar de mim. E por favor não pensem que estou sendo muito egoísta, mas eu tenho medo.Mais por outro lado acho que eu até demorei demais pra ter um filho.Mais eu também estou muito consciente de como tudo pode acontecer.Eu sei também que gerar uma vida é algo sublime,incrível... mais é uma mudança muito radical para a mulher, e eu sei que vou ser A MÃE, por isso o meu medo.

E aí meninas,esse sentimento é normal ou não?Alguma de vocês também passaram por essa situação?

Beijos

20 de out de 2014

Ensaio de Recém-Nascido | Eu quero isso!!!

Olá meninas!

Primeiramente quero agradecer aos conselhos que me deram sobre o post anterior.Me ajudaram bastante!!

Hoje eu vou começar a falar sobre coisinhas que eu quero fazer quando meu baby chegar ao mundo.E uma dessas inúmeras coisinhas é o ensaio NEWBORN (Recém - Nascido).Gente eu fico pensando cá com meus botões como as coisas hoje em dia são incríveis... E como o mercado gosta de inventar moda!Cada hora uma novidade nova.Antigamente não se tinha essas coisas né!A indústria do casamento que por muitos anos eu acompanhei segue forte e do mundo dos bebês não fica muito atrás não!Tenho que admitir que é uma indústria que se alimenta do sonho das pessoas,mais se você tem condições não vejo o motivo para não fazer!
A modinha da vez é o ensaio fotográfico feito com recém - nascidos que vem ganhando muitos adeptos mundo a fora.Para quem não sabe o ensaio  NewBorn, é aquele feito nos primeiros dias de vida do bebê.Quando olhamos as fotos, não podemos imaginar todo o preparo que é feito por trás daquelas lindas fotos.Uma vez eu vi uma reportagem na TV sobre o assunto.Se engana quem pensa que é só chegar e colocar o bebê naquela posição e tirar foto e pronto.Tem todo um preparo por detrás das câmeras,mais verdade seja dita,o resultado fica lindooo né amigas? Separei algumas dicas que encontrei em sites aleatórios relacionados ao tema.Bora saber como é feito todo esse processo de tirar essas fotos mara?



PREPARATIVOS

Antes de tudo, é aconselhável que o ensaio tenha apenas os pais presentes. Segundo os fotógrafos, ter uma platéia pode atrapalhar os cliques pois o bebê absorve a agitação do ambiente. É importante também amamentar o bebê 30 minutos antes do ensaio começar e deixá-lo apenas com a fraldinha, para evitar que o corpo fique marcado pelas roupas (principalmente as extremidades: toucas, luvas e meias apertadas)..



ONDE É REALIZADO

Normalmente o ensaio é realizado na casa dos papais, para minimizar a agitação do transporte e promover o bem-estar do bebê. É necessário afastar os móveis e escolher o ambiente mais claro. É importante também ter uma limpeza prévia do ambiente.


QUANTOS DIAS O BEBÊ TEM QUE TER

Este é um dado importante, pois muita gente resolve fazer o ensaio quando não é mais orientado fazer, pois o objetivo não será alcançado. O recomendado é que tenha entre 5 e 14 dias a contar do nascimento, pois nesta fase os bebês são bem sonolentos e o corpinho é totalmente moldável, permitindo as poses incríveis que costumamos ver nos ensaios.



QUANTO TEMPO DURA O ENSAIO

Pasmem: de 2 a 4 horas, apenas. Eu pensei que demorava bem mais, exatamente por que os bebês costumam ser imprevisíveis. Mas este período é mais do que suficiente. O fotógrafo vai no horário que o bebê mais dorme, por isso é importante que você observe isso desde o dia do nascimento do bebê, para garantir o sucesso do ensaio. Há paradas para mamadas e com certeza o bebê irá fazer xixi ou coco. É normal. Alguns fotógrafos providenciam um climatizador de ambiente também, para a temperatura ficar bem agradável para o bebê e ele dormir profundamente, já que algumas poses só são possíveis durante a fase do sono profundo.


ACESSÓRIOS

Normalmente o fotógrafo leva muitos acessórios, mas não custa perguntar, né. Você também pode inserir os acessórios que quiser, sem problemas.


OS PAPAIS TAMBÉM SÃO FOTOGRAFADOS?

Sim! A não ser que os papais não queiram, mas fica muito lindo. A orientação é que a roupa seja preta ou o mais neutra possível, afinal de contas a estrela do ensaio é o bebê, né?

PREÇO


Hum... Essa é a hora da verdade!!!O preço varia muito de profissional para profissional e de região para região. Estima-se algo em torno de R$ 500,00 sem álbum até R$ 2.000,00 com álbum. Pesquise muito.Acredito que vale a pena pesquisar bastante e pechinchar se for o caso. Também é possível fazer pacotes do Ensaio de Gestante + Ensaio NewBorn para ganhar descontos.Faça essas pesquisas antes do neném nascer.

Agora que tal babarmos um pouco com essas fotos encantadoras hein?Preparem-se para o excesso de gostosura em 3,2,1!!!

E esse biquinho gente?♥

Fofura demais ♥

Minha preferida ♥



Que sorrisinho mais guti!!!owwwwh

Quem vai resistir a esse anjinho?!♥


Gostaram?E vocês futuras mamães vão aderir a mais nova moda do momento?Eu sim =D

Beijos

PS: Fotos retiradas do Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Não retire os créditos - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo