30 de nov de 2015

E aí, você está preparada?

Certo dia fui pega com essa pergunta: "E aí, você está preparada?"... A resposta?Bem... Eu não sei se estou preparada ou não para a maternidade.E quando decidimos por engravidar, ter ou não ter um filho sempre leva a essa pergunta, e a resposta nem sempre é a certeza.
Que a gravidez muda nossa vida desde o positivo,isso é indiscutível.Acho que não estamos preparados para encarar as mudanças de uma maneira natural.Pelo menos eu tenho essa dificuldade de aceitar mudanças.Mudanças seja ela qual for,profissional,pessoal... Enfim... Mudanças assustam sim e dizer que estamos preparados para encarar de frente nem sempre é verdade.

Será que estou preparada?Acho que não.Mais também acho que se pensar muito o tempo passa e você não vai encontrar a resposta.Ainda não inventaram um manual de como se preparar para ser mãe.Minha humilde opinião é que aprendemos na prática,com o choro do bebê,com as noites mal dormidas... Um dia após o outro você aprende e vai aceitando essa 'nova condição'.


Se analisarmos,hoje em dia,existem diversas situações que 'te ajuda a se preparar' para a chegada do bebê.Existem curso para gestantes e casais grávidos, livros cheios de fórmulas infalíveis,filmes sobre parto, fóruns,blogs,grupos no Facebook... E por aí vai.Mais e na época de nossas avós e mães?Não existia esse tipo de ajuda e elas não aprendiam?
Quando se engravida você precisa comprar um monte de parafernálias que inventaram, parar de comer um monte de coisas e passar a comer um monte de outras, deixar o quarto do bebê pronto até o 5º mês, fazer o chá de fraldas até o 7º, estar como a mala da maternidade pronta na 34ª semana, fazer um book da barriga no 8º mês, e claro, basicamente ter tudo planejado na sua cabeça, desde o plano de parto até a faculdade que seu filho vai cursar.
E quando chegar a minha vez?Como vai ser?Uma coisa é certa,eu vou me desesperar logo no primeiro minuto.Mais por outro lado sou uma pessoa super organizada e faço planejamento para tudo,e como já mencionei em alguns post quero uma gravidez planejada.Só que de tanto pensar,meu tico e teco travaram legal,porque como vou poder planejar uma coisa que não faço a menor ideia de como será?
Agora eu estou em outra vibe. Quero ser surpreendida pela experiência de ser mãe (será que estou virando hippie??? nãooooo!!!!!) e tentar planejar tudo tiraria de mim essa possibilidade. Além do que a chance do planejamento dar todo errado é gigantesca, o que geraria uma enorme frustração, porque eu não tenho experiência e vivência nenhuma no assunto para fazer um bom planejamento.Já li diversas coisas sobre o assunto,mais é aquela coisa né,a prática é diferente da teoria e o que está escrito no papel nem sempre a gente coloca em prática de fato.
Depois de pensar tanto sobre estar ou não preparada, concluí que a única preparação possível é o desejo, ter vontade de ser mãe, estar com a energia mobilizada para isso. Esse envolvimento é um processo, vai acontecendo durante a gestação, acho que é por isso que ela dura nove meses,pra gente poder ir trabalhando com o desejo. Mas antes de engravidar esse desejo deve existir em algum lugar, para com o tempo da gravidez ele ir se consolidando.
Então amiga,se você está no mesmo momento que eu,desejando engravidar,mais ainda não teve coragem de tentar,meu conselho é dar um passo de cada vez.Amadurecer as ideias pra quando chegar o momento certo,você não pirar,não enlouquecer.Fácil?eu sei que não vai ser.mais na vida quem disse que as coisas são fáceis?Enfrentamos nossos medos desde que nascemos.Um dos primeiros desafios que encontramos na vida são de quando éramos bebês.Aprender a falar,a andar,o primeiro dia na escolinha com certeza não foram fáceis não é mesmo?Mais acredite,você passou por tudo isso e conseguiu!Porque não iria conseguir se preparar para ser mãe?Deus sabe o que faz ;)


Beijos e até a próxima!

Luh

20 de nov de 2015

Medo de não poder engravidar

Olá meninas,como estão?

Bom,eu continuo na mesma.Como mencionei no post passado,as tentativas ainda não começaram de fato.Não quero colocar data,porque assim acho que me frusto menos,sei lá... Outro dia maridón me fez uma pergunta no qual me deixou meio bolada.Ele perguntou como podemos ter a certeza que não teremos problemas ao tentar engravidar,se nós dois somos férteis.


Eu sempre tive medo de não poder ter filhos. Não sei se toda mulher que quer ser mãe tem esse receio, mas eu tinha e continuo tendo. Tenho uma tia por parte de mãe que é estéril.Vejo a tristeza dela de não poder gerar um filho :( ela ja fez todos os exames, tratamentos e procedimentos que existem.Sei que deve ser duro pra ela aturar a cara de pena das pessoas.Minha tia é do tipo que não gosta de demonstrar tristeza em público.Imagino que ela chora a noite toda sozinha ao pensar nisso.Hoje ela está quase na casa dos 50 anos e esta mais "desencanada" mas o assunto ainda dói muito. Ah gente! é muito sofrimento.O marido dela já tem um filho do primeiro relacionamento dele e sei que isso mexe com ela.Ela já tentou adotar uma criança,mais não sei bem o porque que ela e o marido desistiram da ideia.
Depois da pergunta do meu marido sobre esse assunto eu lembrei do caso da minha tia e me deu um medo terrível de não conseguir engravidar, de passar 10 anos da minha vida tentando, eu prefiro 1000 vezes que falassem logo que não posso ter filhos, a ter que passar por tudo isso.Sei que até posso fazer exames para saber sobre minha fertilidade,mais nesse momento ao qual me encontro,prefiro não fazer,para não me deixar mais ansiosa que já sou.Mais fico muito impressionada! fico olhando o álbum da nossa família e vejo fotos dos meus tios com os seus filhos, nascimentos, batizados, aniversários, e fico me perguntando: meu Deus imagina a dor que minha tia sentia e sente ao ver essas fotos.Fico me perguntando,será que eu terei a oportunidade de vivenciar tudo isso? 
Estou tentando ao máximo ser positiva e não ficar deixando certos pensamentos me dominar.Não quero me preocupar antes do tempo e sem necessidade.E quero que meu marido também não fique com esses pensamentos,pois ele também tem esse medo.Mais me contem meninas,alguém mais tem esses medos?

Até a próxima ;)

Bjos

Luh 

16 de nov de 2015

Voltei + novo membro na família + dois anos de casada

Olá pessoal!!

Gente para tudo... Abandonei o blog por 4 meses!!!Vocês ainda lembram de minha pessoa? vergonha!haha!

Quantas mamães temos na blogesfera hein?!Parabéns para as tentantes que conseguiram realizar seus sonhos!Passei por alguns bloguinhos e pude conferir a alegria de muitas!!!

Estava com saudades, houve dias em que fiquei com o coração dividido entre o trabalho e escrever para vocês, mas o dever me chamava.



Seguinte meu povo,dei um tempinho no blog porque minha vida estava um pouco virada de cabeça para baixo,e também a correria no trabalho me impedia de ter tempo para escrever.Muitas coisas aconteceram e para que vocês possam entender um pouco vou fazer um resumão.

Apesar de muita coisa ter acontecido,quase nada mudou.Pra começar quero contar que eu ainda não sou tentante,porém eu e maridón não estamos usando nenhum método contraceptivo.Não estou mais neurótica,nervosa nem nada disso.Estou bem mais tranquila em relação aos meses anteriores e acho que esse tempo que estive afastada me ajudaram muito com relação a isso.Pude parar um pouco e colocar os pés no chão.Decidi que não vou estipular uma data para acontecer.O que tiver de ser será.
A novidade é que virei mamãe de cachorro <3 Gente foi tipo tão de repente.Um belo dia maridón chegou em casa com essa fofura,então como não amar?


Meu pretinho do poder ♥
O nome dele é Thor.Ele é labrador mestiço e tem 6 meses.Chegou aqui em casa com 2 meses e desde então nossa rotina nunca mais foi a mesma.Amo, adoro, idolatro o meu cachorro.A dinâmica do meu relacionamento mudou muito depois que o Thor chegou aqui em casa.Reorganizamos nossos horários para levar para passeios, dar banho,vacinas etc... Incluímos sacolinhas para recolher cocô na lista de compras.Quando um de nós está cansado ou extremamente atarefado, o outro dá uma dose dupla de amor e carinho para o cachorro.Quando saimos e ficamos muito tempo fora de casa,a preocupação é de como ele está sozinho.Se está bem,se está com fome... Enfim,Soube que alguns psicólogos “receitam” cachorros para casais indecisos sobre ter filhos e confesso que o Thor tem nos dado uma certa responsabilidade de 'Pais'.Deixarei para abordar sobre esse assunto em outra oportunidade.

Vamos ser padrinhos de casamento de um casal amigo do meu marido no final do mês e estou mega ansiosa ah vá,novidade! Não sei se vocês sabem mais eu sou cerimonialista.Trabalho nos bastidores,realizando sonhos e é quase muito raro ir em casamentos como convidada hehe... Já estou atrás de vestido,penteado,make,sapato e tudoooo mais...

E para encerrar fizemos dois anos de casados em setembro Aêêê!!! Quero deixar aqui a minha experiência nesses dois anos de casamento.

Dois Anos. Simples assim.Bem,de simples esses dois anos não tiveram nada,nadinha.

O nosso 1º ano de casados foi marcado pela grana curta. Mas foi um ano muito libertador, de muitas descobertas. Foi o ano no qual o nosso amor estava bem no auge. Vivíamos só flores,o tempo todo,24 horas por dia,de segunda a segunda.Mas o 2º ano não... ele foi marcado pela mudança.Tivemos nesse ano que passou "altos e baixos" bem no limite. Quando estávamos no alto, era alto mesmo! Mas quando estávamos no baixo... caía tudo! Desabava o mundo! tivemos uma mega crise que por diversas vezes achei que fosse o fim.Mas tudo isso que aconteceu, fez com que a gente conseguisse fortalecer nossa união.
Algumas coisas eu demorei pra perceber, confesso! Demorei para aprender a ceder. Demorei para aprender que nem tudo pode ser do meu jeito. Demorei pra aprender que pra viver junto, é preciso de duas pessoas. Bobo né?!Hoje estamos mais unidos do que nunca.Se mudamos?Claro! Mas mudar é isso né?! É aprender, levantar a cabeça e tocar pra frente.

Aprendemos muito nesse nosso segundo ano de casados.Aprendemos com nossos erros,um com o outro e o mais importante de tudo:Aprendemos que a vida a dois não é um mar de rosas o tempo todo.Já sabíamos disso,mais é aquela história que a teoria é bem diferente que na prática e nós aprendemos isso na prática.Tivemos nosso momento de baixos mais com muita conversa e apoio um do outro resolvemos essas diferenças em prol da melhoria do nosso relacionamento.Amadurecemos e hoje conseguimos ver que amor pra ser amor de verdade supera qualquer coisa.Ele não acaba nos momentos difíceis e sim cresce cada dia mais.Eu acredito que todos os acontecimentos da nossa vida nos tornam a pessoa que somos. Por isso, eu não mudaria nada nesse ano que passou. Foi um ano de muito aprendizado.
Estamos felizes e nos amamos mais do que nunca! Infelizmente a comemoração vai ficar para dezembro ou janeiro.Estamos planejando uma mini viagem com um fim de semana só nosso,livre de tudo e de todos para aproveitarmos cada segundo juntos.A grana por aqui continua curta,por isso que vamos deixar para dezembro,mais claro que a data não passou batida, rolou um jantarzinho especial ;)

Enfim, sem mais para essa nossa primeira conversa pós-pausa, até breve.

Beijos e até a próxima :*

Luh
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Não retire os créditos - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo